Uma dieta de café, nozes e bagas, mantêm-no saudável

Uma dieta de café, nozes e bagas, mantêm-no saudávelDe acordo com a escola do pensamento dominante na ciência da nutrição, as batatas, grãos integrais, vegetais e a fruta, formam a fundação dominante de uma dieta saudável. Esses alimentos proporcionam-nos as substâncias que precisamos para nos protegermos das doenças cardíacas e cancro, certo?
Bom, talvez não, num estudo realizado na Noruega, investigadores da Universidade de Oslo, analisaram a quantidade de antioxidantes presentes em 3100 alimentos, sugeriram que os nutricionistas podem estar enganados.

Os Noruegueses colocaram extractos de diferentes alimentos em contacto com radicais de ferro. Determinando a rapidez com que os extractos perdiam a sua carga eléctrica, os noruegueses calcularam a quantidade de antioxidantes presente nos alimentos que testaram.

Embora apenas algumas substâncias bioactivas protejam a saúde através dos seus efeitos antioxidantes, o teste proporciona uma indicação do total da quantidade de substâncias bioactivas dos diferentes alimentos.

E como resultado, os investigadores foram capazes de compilar a tabela abaixo, que mostra a quantidade de antioxidantes que os diferentes grupos de alimentos contêm, descritos em mmoles/100g. As medidas mais interessantes estão marcadas a negro na tabela.

Tabela 1

As bebidas, especiarias e ervas (medicinais), são as fontes mais importantes de antioxidantes.

Das bebidas foram o expresso, café e vinho tinto que pontuaram melhor, com 14.2, 2.5 e 2.5 mmole/100g respectivamente. Depois destes, aparece o chá verde e o sumo de romã.

Do grupo das ervas e especiarias, só obtemos alguns poucos gramas a partir da alimentação. Mas numa dieta normal, consome-se nozes e grãos em grandes quantidades. Nesta categoria os valores mais altos foram atingidos pelas nozes e nozes “pecan”, 21.9 e 8.5 mmole/100g. Seguido pelas sementes de girassol e castanhas. Os grãos obtiveram uma pontuação muito baixa.

Uma categoria que deveria conter quantidades elevadas de antioxidantes é a da fruta. Visualizando a tabela abaixo, as bagas e rose hips são realmente saudáveis. Mas isso não é verdade para muitas das frutas que ingerimos em maiores quantidades, como as laranjas, papaias e mangos.

Tabela 2

Se confinar-se ao que a maioria dos europeus nórdicos escolhem nos supermercado em termos de fruta, então são as maçãs desidratadas e as passas que obtêm a pontuação mais elevada.

Mas é claro que a análise dos noruegueses é apenas uma aproximação, mas por outro lado, uma análise rude e disponível é melhor que nada.

E com base nesta análise “rude”, pode começar a pensar que a nossa dieta “saudável” atual está demasiado baseada nos grãos, batatas e alguns tipos de fruta, que consideramos de forma errada serem saudáveis.

Talvez seja altura de começar a ingerir menos grãos, batatas e o tipo de fruta habitual, e começar a ingerir mais nozes e bagas.

Referência!

 

Escreva um comentário