Os treinos à noite não prejudicam o sono

Irá ter uma boa noite de sono mesmo se estiver a suar no ginásio às 21:00 dessa noite. Cientistas de desporto da Universidade de Jyvaskyla chegaram a esta conclusão num estudo publicado no Journal of Sleep Research.

O conselho comum de que se deve evitar a realização de exercício físico intenso durante um período de menos de três horas antes de deitar, precisa de uma revisão.Os treinos à noite não prejudicam o sono

Uma boa noite de sono é de grande importância para os atletas. Quanto melhor dormir, melhor será a sua absorção de oxigénio, e mais fácil será aumentar a massa muscular, os seus níveis de testosterona também irão ser mais elevados, também poderá perder peso com mais facilidade. E, quanto melhor dormir, mais atraente irá parecer.

Os atletas estão bem conscientes da importância do sono. Mas uma busca por formas de melhorar a qualidade do sono cedo revela um problema. Quase todos os artigos não-científicos dedicados ao sono enfatizam que a pratica de exercício antes de ir para a cama reduz a qualidade do seu sono.

Por isso, a mensagem é a de que não se deve treinar à noite. Parece simples, mas nem sempre é possível. Por vezes é impossível chegar aos treinos antes das 9 da noite.

Os investigadores estão bem conscientes deste dilema e decidiram realizar uma experiência para descobrir se os treinos à noite são realmente detrimentais para o sono. Eles colocaram 11 pessoas nos seus 20 anos a dormir durante duas noites num laboratório onde mediram a quantidade e qualidade do sono dos voluntários.

Numa dessas duas noites, os voluntários não praticaram desporto e na outra eles pedalaram até ao ponto da exaustão entre as 21:00 e as 22:00. Eles pedalaram num ergómetro até não conseguirem pedalar mais. Os investigadores aumentaram a resistência a cada três minutos, de forma a que os voluntários tivessem que pedalar com cada vez mais intensidade.

A tabela abaixo mostra que o treino não teve nenhum efeito no sono dos voluntários. No dia em que os voluntários pedalaram [Exercise day], eles até foram dormir um pouco mais cedo do que no dia em que não fizeram exercício [Control day].

No entanto, a diferença não foi significativa. No dia de exercício, os voluntários dormiram durante um pouco mais de tempo do que no dia de controlo, mas mais uma vez, a diferença não foi significativa.

O exercício não conduzou a um aumento do sono não-REM. Este efeito foi estatisticamente significativo, mas não implica uma deterioração.

Os treinos à noite não prejudicam o sonoOs treinos à noite não prejudicam o sonoE por ultimo, os investigadores descobriram que nas primeiras três horas de sono no dia de exercício o ritmo cardíaco em repouso esteve significativamente mais elevado. A figura acima mostra isto.

Os investigadores não têm a certeza se isto significa que o corpo recupera menos bem durante o sono. Mas eles admitem que não têm os conhecimentos científicos suficientes para serem capazes de dizer algo acerca disto.

Referência!

 
5 Comentários

Escreva um comentário