Os benefícios da musculação

Os benefícios da musculaçãoJá praticamente todos nós sabemos que a prática de musculação ou treino com pesos, pode aumentar a força e a massa muscular. Mas que outros efeitos positivos tem a musculação para além dos que já referi?

Note que irei fundamentar todos os supostos benefícios com estudos, de forma a tornar mais sólidas e corretas as informações deste artigo.

Auxilia na perda de gordura

A prática de musculação pode ser um auxiliar poderoso na perda de gordura. Especialmente quando se utiliza o método de treino adequado para esse efeito (superséries e treino em circuito) com uma dieta com défice calórico.

A prática de musculação irá também aumentar o seu ritmo metabólico, isto é, o número de calorias que gasta em repouso (efeito EPOC).

Basta uma quantidade mínima de treino de musculação (11 minutos), para se obter um aumento do dispêndio energético em repouso (1) (2).

O treino de musculação tem ainda a vantagem de auxiliar no sentido de manter a massa muscular durante as dietas de restrição calórica, melhorando assim a composição corporal.

Aumenta a performance física em vários desportos

Neste artigo irei descrever as potenciais aplicações terapêuticas e as melhorias para a saúde que a prática de musculação pode proporcionar.

A musculação é utilizada como forma de melhorar o desempenho atlético em várias atividades desportivas como sprints, corrida, ciclismo, etc.

Pelo menos num estudo realizado com ciclistas, o treino de musculação em combinação com o treino habitual de ciclismo, proporcionou um aumento do rendimento em comparação apenas treino de ciclismo (3).

A inclusão de treinos de musculação pode fazer toda a diferença no mundo das competições desportivas, onde qualquer vantagem, por mais pequena que seja, pode fazer toda a diferença.

Combate a síndrome metabólica

A síndrome metabólica é caraterizada não por um, mas sim por um conjunto de fatores de risco que ocorrem em simultâneo, que são: excesso de gordura visceral (ao redor da cintura), resistência à insulina, dislipidemina, tensão arterial elevada.

Esses fatores e aumentam o risco de ocorrência de problemas cardiovasculares, AVCs e diabetes tipo 2.

O treino de musculação tem efeitos favoráveis na síndrome metabólica, uma vez que reduz a massa adiposa, incluindo a gordura abdominal. Também melhora a sensibilidade à insulina, aumenta a tolerância à glucose e reduz os valores de pressão arterial (4).

Prevenção da Osteopénia (pré-osteoporose) e Osteoporose

Os benefícios da musculação

Desde que siga o programa de treino adequado para si, o treino de musculação poderá proporcionar-lhe imensos benefícios.

A osteoporose é um grande problema de saúde público que é caracterizada por uma perda de massa óssea que conduz a um aumento de probabilidade de ocorrência de fracturas.

Ao longo dos últimos 10 anos, quase duas dezenas de estudos mostraram efeitos positivos do treino de musculação na densidade óssea.

Em alguns desses estudos, ocorreu um aumento da massa óssea de 1 a 3%.

Assim sendo, a realização de treinos de musculação de alta intensidade pode ajudar a manter e até mesmo a aumentar a espessura óssea, ao proporcionar a tensão mecânica necessária para estimular o aumento da densidade óssea (5).

É eficaz como terapia de reabilitação para problemas músculo-esqueléticos

As evidências sugerem que o treino de musculação pode aumentar a força muscular, reduzir a dor e melhorar a capacidade funcional em pacientes que sofrem de dores lombares crónicas, osteoratrite dos joelhos, tendinites crónicas e pode auxiliar na recuperação de cirurgias de substituição da anca (6) (7).

Melhora o bem-estar físico e psicológico

Já foi bem estabelecida a capacidade do exercício físico reduzir os níveis de stress e de ansiedade nos seus praticantes.

Praticamente todas as pessoas ficam mais relaxadas e descontraídas após terminarem um treino, para além de sentirem também uma maior sensação de bem-estar.

A prática de exercício físico também ajuda a combater a depressão, mesmo naqueles que inicialmente não estão deprimidos. De uma forma geral, pode-se afirmar a prática de exercício promove uma maior estabilidade emocional (8).

Para além dos benefícios acima citados, a prática de musculação também extremamente benéfica para os mais idosos:

  • Atrasa o envelhecimento. Alguns estudos sugerem que a prática de musculação e de exercício em geral, promove uma melhoria de indicadores relacionados com o envelhecimento, até mais do que o método da restrição calórica (9).
  • Melhora o equilíbrio, e aumenta da força e massa muscular em idosos (10).
  • Previne a osteopénia/sarcopénia: Condição em que se perde massa muscular à medida que vamos avançando na velhice (11).
  • Pode ajudar a prevenir o Alzheimer: Existem provas de que a prevalência desta doença está inversamente associada à força e massa muscular. Para além disso, o mesmo até exercício ligeiro como caminhadas ajuda a prevenir a demência (12) (13).
  • Protege contra o Parkinson: A prática de musculação também pode proteger contra o Parkinson (14).
  • Proporciona ainda outros benefícios: Nomeadamente benefícios cognitivos e económicos aos idosos (15).

Conclusão

Na opinião do autor deste artigo, a musculação pode utilizada de forma a melhorar a sua saúde e qualidade de vida, mas também a pode piorar se abusar e fizer as coisas erradas.

O treino com pesos é uma faca de dois gumes, por um lado pode ser benéfico e por outro lado prejudicial, tudo depende do que faz e da forma como o faz.

O melhor a fazer é começar a treinar acompanhado por um bom profissional qualificado e que depois vá progredindo em termos de força e desenvolvimento muscular, realizando os exercícios de forma consciente e sempre com uma técnica impecável.

Um comentário

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *