Folistatina mais próxima dos testes em humanos

Folistatina mais próxima dos testes em humanosGanhe músculo agora, pergunte-me como. Conforme publicado no jornal Science Translational Medicine, os pesquisadores do National Children’s Hospital (NCH) ( e Universidade Estadual de Ohio provaram que o bloqueio da miostatina em macacos, leva ao crescimento do músculo esquelético, com poucos ou nenhum efeito colateral negativo discernível. A miostatina é uma proteína que ajuda a regular o desenvolvimento muscular dos mamíferos, agindo como um sinal para os músculos pararem de consumir recursos e parar de crescer. O bloqueio da miostatina leva a um aumento da força muscular e a um crescimento muscular contínuo.

Você poderá recordar-se de Liam Hoekstra, o bebé que aparentemente nasceu sem o gene da miostatina, o que de forma semelhante, permitiu que estes animais desenvolvessem uma força absurda. Usando a terapia genética, cientistas do NCH foram capazes de obter folistatina (um bloqueador da miostatina) para promover um crescimento muscular fenomenal nos quadríceps de macacos. A NCH ​​está agora a trabalhar com a FDA para executar os passos preliminares necessários para um ensaio clínico em humanos. Poderemos ver uma terapia genética para criar super-homens a tornar-se disponível na próxima década.

O interesse do National Children’s Hospital, na miostatina não é o de criar crianças super fortes, mas sim ajudar aquelas crianças cujos músculos já sofreram atrofia. A Distrofia Muscular (DM) afecta milhares de crianças nos EUA , essas crianças e adultos vão perdendo a massa muscular de forma lenta e raramente sobrevivem até à idade adulta.

A terapia genética com a folistatina servir como um método para prolongar a sua vida ou até mesmo para reverter os sintomas das suas condições. Da mesma forma, os idosos são susceptíveis a várias doenças que levam a uma perda de força muscular e coordenação. Ao bloquear a miostatina, todos nós poderemos ser capazes de viver com a força da nossa juventude, mesmo com a idade de 80 anos.

O National Children’s Hospital usou macacos para testar os efeitos da inibição da miostatina em primatas. O resultado: Macacos musculosos

As minhas preocupações sobre a miostatina focam-se principalmente na lesão potencial de órgãos, possíveis efeitos desconhecidos perigosos no tecido muscular liso, e na tensão excessiva dos ligamentos / tendões.

O trabalho do NCH aborda estas preocupações muito bem. Macacos foram observados durante 15 meses após receberem uma terapia genética que promoveu a folistatina (e bloqueou a miostatina) nos seus quadríceps.

Não foram observados danos nos órgãos internos, o tratamento parece ter afectado apenas o músculo esquelético, os ciclos reprodutivos e as células continuaram funcionar normalmente, e não houve registo de danos nos tendões ou ligamentos (embora esta última questão não tenha sido acompanhado de forma intensiva durante a investigação).

Tal como acontece com todos os animais que vimos com inibição da miostatina, os macacos da NCH obtiveram um aumento sério da força. Os macacos exibiram um maior crescimento muscular durante 12 semanas após o tratamento, período a partir do qual a massa muscular estabilizou. A circunferência média do quadriceps dos animais aumentou em 15%. Usando a estimulação eléctrica (você não pode exigir que um macaco levante pesos), os cientistas puderam observar profundos aumentos da força da perna. Um espécime demonstrou um aumento de 78% sobre os resultados do controlo.

O próximo passo para a NCH é a toxicologia e os testes de biodistribuição, conforme descrito pela FDA. Depois disso, serão necessárias novas rodadas de testes antes dos ensaios clínicos em humanos poderem começar. Ainda assim, considerando a ausência de efeitos colaterais negativos, e da necessidade profunda da comunidade de pacientes com distrofia muscular, espera-se que os ensaios venham a começar nos próximos anos.

Se forem bem sucedidos, em última análise, a terapia genética de folistatina pode tratar os sintomas de DM ao mesmo tempo que diferentes terapias genéticas podem afectar as causas de alguns tipos de DM. Com o tratamento médico, e as terapias para perda de massa muscular na velhice, a derrota da miostatina pode conduzir a uma forma eficaz para que todos nós possamos obter rapidamente um corpo em forma.

Sem necessidade de treinos, comendo tudo o que quisermos, e ainda assim termos um corpo como Adonis. Esta pesquisa está a conduzir-nos a um passo mais próximo desse objectivo … mas isso ainda parece bom demais para ser verdade. Nós não podemos todos ser o Super-homem, pois não?

Referência!

 
2 Comentários

Escreva um comentário