Conheça o método de alta intensidade “Eu vou – tu vais”

curl barra series drop sets colossais

A competição entre você e o seu parceiro de treino poderá elevar a intensidade desta técnica de treino a níveis brutais.

Neste momento deve estar a questionar-se acerca de como funciona o método “Eu vou – tu vais”, ou em inglês “I go – you go”.

Ora aqui está um método de alta intensidade, ou como eu prefiro dizer, método de “terapia de choque”, pouco conhecido e utilizado nos ginásios.

Poderíamos considerar este um tipo de séries “rest-pause”. Não é possível realizar este tipo de séries sozinho, Para poder realizar esta técnica de treino, primeiro terá de encontrar um companheiro de treino com um nível de forma física mais ou menos ao nível do seu.

Como funciona o método “Eu vou – tu vais””?

Utilizando como exemplo o curl de bíceps com barra, realize uma repetição, e imediatamente a seguir, passe a barra ao seu companheiro de treino, ele fará também uma repetição e depois passa-lhe a barra a si, isto sem que haja nenhuma interrupção neste processo.

Assim sendo, você realiza uma ou mais repetições de curl, passa a barra ao seu companheiro de treino, que deverá estar colocado mesmo à sua frente, este também faz uma ou mais repetições e volta a passar-lhe a barra a si, para volte a fazer mais uma ou mais repetições no exercício escolhido.

Um dos pontos positivos desta técnica é que a competição entre você e o seu parceiro de treino, poderá elevar a intensidade desta técnica de treino a níveis brutais. Já que o mais provável é que nenhum dos dois vá querer ficar para “trás”, e ambos irão querer fazer o maior número de repetições possível.

Mais abaixo, irá conhecer vários métodos para aplicar esta técnica:

O método “Eu vou – tu vais” ascendente

O objetivo aqui é ir subindo o número de repetições que realiza de cada vez que lhe passam a barra, até que não consiga realizar nem mais uma repetição.

Exemplo: 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10 rep.

O método “Eu vou – tu vais” descendente

Aqui, começa com um número de repetições mais elevado, digamos por exemplo 10 repetições, e de cada vez que lhe passarem a barra, fará menos uma repetição, até chegar a 0.

Exemplo: 10,9,8,7,6,5,4,3,2,1 rep. 

O método “Eu vou – tu vais” em pirâmide

Neste caso, usaremos uma combinação das séries Rest-Pause “Colossais” ascendentes com as descendentes. O resultado prático disto é que iremos realizando mais repetições de cada vez que nos passam a barra, até que não conseguimos realizar um número maior. Depois vamos realizando um número cada vez menor.

Exemplo: 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,9,8,7,6,5,4,3,2,1 rep.

Conclusão

Este método é uma excelente forma de atingir um grupo muscular que possa estar atrasado em relação ao resto do corpo, e é mais fácil aplicar usá-lo em exercícios como o curl com barra, elevações frontais, press militar com barra em pé, etc.

Também irá beneficiar e tirar partido do espirito de competição entre si e o seu colega de treino. Aproveite isso para elevar a intensidade dos treinos a níveis colossais.

Caso queira saber mais acerca das séries “Rest-Pause”, aconselhamos a leitura do artigo: “A técnica do rest-pause e as suas variações

 
4 Comentários

Escreva um comentário