Combo de carboidratos e cafeína aceleram a recuperação muscular pós-treino

Combo de carboidratos e cafeína aceleram a recuperação muscular pós-treinoA cafeína não é apenas útil para melhorar o desempenho dos atletas durante o treino. Segundo um estudo feito em humanos na Universidade RMIT, em Bundoora, na Austrália, o estimulante também auxilia na recuperação após o esforço físico pesado.

Quando combinado com carboidratos, a cafeína acelera a produção de glicogénio dos músculos fatigados.

Durante um período de 4 horas os participantes ingeriram 4 gramas de carboidratos por kg de peso corporal em forma de barras, géis e bebidas desportivas. Numa ocasião, isso foi tudo o que receberam [CHO], e em outra ocasião os participantes também receberam cafeína [CAF]. Os participantes receberam um total de 8 mg de peso corporal por kg de cafeína, e a dose foi dividida em dois.

Durante o período de recuperação os investigadores realizaram biopsias dos músculos das pernas dos voluntários. Eles observaram que a cafeína acelera o ritmo a que as células musculares produzem glicogénio em cerca de 66%.

Tabela 1

A cafeína elevou a concentração de insulina e – em menor escala – a glicose do sangue dos voluntários.

Tabela 2

Os exercícios de resistência causam um aumento na actividade das enzimas AMPK e CaMK das células musculares. Ambas as enzimas estão envolvidas no processo pelo qual células musculares utilizam energia. A cafeína aumentou a activação da CaMK.

tabela 3 e 4

Os pesquisadores acreditam que a AMPK também podem desempenhar um papel neste sentido. A partir de outros estudos, concluem que eles podem-se ter concentrado na variante errada de AMPK.

Os investigadores resumiram…

Depois de um treino intenso depletador de glicogénio do exercício a cafeína ingerida em combinação com CHO (carboidratos) tem um efeito aditivo sobre as taxas de acúmulo de glicogénio muscular pós-exercício.

A taxa global de re-síntese observada no presente inquérito, com a ingestão de cafeína é, ao melhor de nosso conhecimento, a mais elevada já registada em seres humanos em condições fisiológicas. Ainda está por determinar se doses baixas de cafeína podem aumentar a taxa de re-síntese de glicogénio pós-exercício ao mesmo nível.

Referência!

 

Escreva um comentário